Dia 16 - Eu...


Ontem chorei...e foi por minha causa, quer dizer por mim...


Minha ficha caiu...minha cabeça também, quando me dei conta da confusão dos meus pensamentos, do turbilhão dos meus sentimentos e do tempo que eu não lembrei.


Sempre acreditei que Deus usa as pessoas para nos dizer ou nos mostrar as coisas, e acho que ele fez isso ontem...não estou com raiva, concordo em quase tudo que ouvi, repensei alguns atos meus e ainda não conclui nada. Só que não acordei do mesmo jeito que ontem...


Desde de criança me acostumei a dizer as pessoas minhas "filosofias" e muitas dessas pessoas, principalmente naquela época, ficavam encatadas com minhas palavras. Até determinado tempo consegui seguir o que dizia porque realmente acreditava naquilo, mas tudo mudou quando deixei de pensar em mim.


Acreditei que estava pensando em mim mas na verdade estava vivendo o outro, hoje está um pouco diferente, porque não quero mais pensar no outro, quero pensar em mim, mas advinhem...estou com dificuldades.


Te disse muitas coisas de uns tempos pra cá, coisas que eu sabia que te atingiriam, mas eu achava que seria bom pra vc, que de alguma forma eu contribuiria pra sua melhora, então, acho que vc fez a mesma coisa comigo ontem, eu respeito isso. Não posso deixar de olhar meu passado, porque ele me motivou a chegar até aqui...mesmo que eu ainda não saiba para onde vou, não acho que ele está lá em baixo, acho que está tão dentro de mim, que chega a me sufocar. Mas tenha certeza de que entendi o que quis dizer, e não estou ofendida.


Chorei sim...mas uma vez num filme disseram que "choramos quando a emoção dentro de nós é tão grande que nosso corpo não consegue segurar e então transbordamos", não considero isso um fator físico, mas um estado temporário de alívio. Eu me aliviei ontem, como a muito tempo não fazia, como a muito tempo queria, e precisava.


Uma vez na igreja em prontifiquei a falar em público para uma moça que estava fazendo primeira eucarístia já adulta, como adorava falar, me ofereci, não me lembro de quase nada do que falei, sei que foi de coração, mas não esqueço de uma frase que dizia: "O caminho a gente faz caminhando".


Queria te agradecer por me lembrar disso, só não posso dizer que chegarei lá, porque o seu "lá" pode ser diferente do meu. Mas eu precisava de alguma coisa...e vc me deu, me lembrei de quem eu sou e de que os outros são os outros.


Já a alguns dias venho escrevendo coisas tristes em meu blog, considero este como um diário, então nada mais coerente dele estar de acordo comigo, não vou ficar enfeitando aqui e ali, mas confesso que estou cansada...cansada de expressar tanta tristeza, sinto saudade da Geovanna e vou fazer o possível para trazê-la de volta, um passo de cada vez.


Quanto a algumas pessoas, não quero mais saber, não quero saber daquelas pessoas que me magoaram achando-se melhores do que eu, ou que eu não era digna do que queriam para elas, não quero mais saber das pessoas que trataram bem pela frente, se dizendo minhas amigas, e pelas costas me maldizeram, não quero saber daquelas pessoas que nada fizeram de coração pra mim, não quero saber dos homens que tive e que não se importaram comigo, porque estavam muito preocupadas com seu próprio prazer, não quero saber dos momentos desrespeitosos com meu profissionalismo na última empresa que trabalhei, nem da falta de humildade de algumas pessoas, que vieram do mesmo lugar que todo mundo e para lá também retornarão, não quero saber de guardar mágoa do meu pai, porque ele viveu como achava que deveria, assim como eu faço hoje, não quero saber das dificuldades que passei na vida, porque elas já passaram, não quero saber de brigas, não quero saber de fofocas, não quero saber de intrigas e de mentiras, não quero saber se me acham assim ou assado, porque só acham e a maioria não me conhece, não quero saber de nada que não me diz respeito, principalmente se não me agregará em nada ou se não vai ajudar alguém, não quero saber de tristeza, porque estou farta dela, não quero saber de rancor, porque só me alimentou para que eu tivesse vida para me corroer por dentro, não quero saber de ser responsável por mais ninguém, pelas suas escolhas e pelas suas atitudes, sou responsável pela minha vida e minhas atitudes e um dia espero ser por um filho meu...


Quero pedir desculpas a todas as pessoas que magoei...cometi e acho que ainda cometerei atos impulsivos, sem me preocupar com o futuro só com o momento, errei por amor e ainda vou errar, mas se magoei alguém reconheço...me desculpe. Já trai, já fui traída e continuo humana, mas quem não é?


Só quero saber agora de melhorar...de levantar, para os machucados aviso, tenho remédio.


Quero que saiba que te amo mãe, amo minha família, amo um homem (e ele sabe disso), amo meu gatinho (que tem o nome do homem que amo), amo meus amigos (verdadeiros, e eles sabem que são), amo os amigos que terei (que tb se tornarão verdadeiros), amo meu trabalho, estudar, ler, filosofar, cantar, dançar...amo viver, e por nada neste mundo desistiria disso e nem de aprender. Adoro uma boa conversa, uma ótima história ou estória, adoro sonhar, adoro comer, principalmente doces, amo sorrir, amo coisas boas, perfumes, flores, elogios, um bom café, um lugar bonito, uma ótima compania, dar aulas...e um infinito de coisas, mas o principal eu estava me esquecendo, me amar.


Mas a cada dia vou me amar mais, e vou ser mais feliz, se tiver uma boa compania melhor ainda!


Mas agora vou trabalhar...deixo aqui o que espero para minha vida até que Deus decida que o expediente acabou "..." (nada mais que um infinito ou um mar para navegar) "..."



Comentários

Janna Kovacic disse…
Oi Geo, achei muito profundo o que vc escreveu, aliás tudo o que vc escreve em seu blog... sabe, vc tem que se amar em primeiro lugar mesmo,pq se a gente coloca as outras pessoas em primeiro lugar sempre ficamos pra depois e isso não é bom!! e o amor da nossa vida a gente encontra qdo menos se espera!já tive tantas desilusões mas aprendi a viver comigo e me amar! Te desejo td de bom e visite meu blog de poesias: http://www.jannakovacic.blogspot.com lá eu coloco meus desbafos em forma de poesia!! bjos