Dia 86 - Abraça-me

Abraça-me.

Como se nunca foste me deixar.

Como se eu fosse extensão do seu corpo, que tenta fugir, mas que não podes deixar partir.

Abraça-me.

Sinta meu perfume e se embriague em mim.

Abraça-me.

Preciso sentir seu calor, sinto frio e é tão seguro ficar assim.

Olhe-me e veja em meus olhos um espelho, que não reflete você, mas o que está em mim e o que és para mim.

Abraça-me...

Sente meu corpo? Minha pele...é macia, fina, delicada...

Passeie nos meus montes, explore os vales...sinta-me natureza, como Devas.

Abraça-me e beije-me, passe suas mãos em meus cabelos e enrede-se em mim.

Deixe que eu te mostre meus segredos, deixe pra depois nossos medos, deixe...simplesmente deixe...

Eu estou aqui, afagar-te-ei em meus seios e te darei conforto.

Acariciarei seus cabelos, seu rosto, observarei cada traço, cada cicatriz...

Beijarei sua boca com ternura e direi aos ouvidos o quanto és importante para mim.

Abraça-me...forte...e deixe o silêncio nos ensinar a dizer palavras de amor.

Deixe os sentidos nos ensinarem a tocar um ao outro.

Sinta.

Sinta meu ardor...ele é todo por ti.

A febre me consome...

Abraça-me...

Entregue-se em mim!

Comentários

Jose Gonçalves disse…
Menina... isso é que é amor...
Quem tem um amor assim será tolo se não o souber conservar...
Parabéns ao feliz contemplado.
Uma boa semana e um abraço
José Gonçalves
elvira carvalho disse…
Gosto Geo.Apetece continuar e continuar e continuar...........
Um abraço
Anônimo disse…
Olá Geovanna... esse tom imperativo é revelador de uma urgência da amar e ser amada... uma embrieguez dos sentidos que a levem para aquele lugar onde as coisas boas acontecem... seu texto foi também uma viagem por seu corpo e alma em que você foi cicerone... e para alguém como eu ...fica um travo amargo... penso que de inveja pelo felizardo que for em viagem com você... felicidades...
Vicente
Anônimo disse…
Geo , interessante como muito se pode conhecer de voce atraves das ideias , poesias , sentimentos e emoções expressas no seu blog. Vou me tornar frequentador assiduo , esteja certa. E tem muita sorte a pessoa a quem dedicou este poema ... espero que ele enxergue isto e lhe retribua a altura de seu merecimento... bjos de um fã sem importancia...
Anderson San disse…
Tentador, tentadora, inexplicável, sedutora, indecifrável poderia falar mil palavras, mais acredito que o medo de deixar ser amada e se entregar, é soberano, maior que qualquer poema ou verso, se entregar ainda é um dilema.
"Não deixe o sol morrer
Errar é aprender
Viver é deixar viver"
Frejat- Errar é aprender
bj lindona