Dia 92 - Você levaria um Leão para casa?

Essa foi a pergunta feita em um jornal de grande circulação no Estado, Jornal A Tribuna, no dia 02/11/07. Sinceramente, de primeira achei idiota.


Não é preciso pensar muito para saber que ninguém levaria um Leão para casa, a não ser que seja um ativista com um zoológico, ou uma pessoa que viva com esta finalidade.


Mas o repórter foi a rua, perguntar a gente simples, se elas levariam um Leão para casa. O resultado é óbvio e tão profundo quanto a pergunta.
Respostas assim:
- "Levaria. Se fosse um gato" - dizia a moça, que coitada, bem se vê que nem de natureza entende.

Mas a minha indignação foi além.



Porque o idiota do repórter, ou seja lá quem autorizou uma coisa dessas, não faz a seguinte pergunta:
- Você levaria uma criança órfã ou menor abandonada para casa?

Ai sim...queria ver a moça respondendo:
"Levaria. Se fosse um gatinho."

Imagina só a que ponto estamos...



O povo é tão burro que não pode responder perguntas de conteúdo relevante?
O povo é tão "mal educado" que não sabe a diferença entre um Leão e um gatinho?
O povo é tão frio que não se comoveria com uma criança abandonada?
Ou o povo prefere levar um Leão para casa do que um necessitado?

Deixa-me ver...
Li essa pergunta num jornal ou foi num circo?

Faça-me o favor...mereço respeito, me chamem de feia, mas não de burra.


No mesmo jornal na coluna do Sr. Cristovão Buarque, que na última eleição se candidatou a nossa presidência, falava sobre a educação no país, que estávamos incinerando nossos escritores, cientista, professores, etc, antes mesmo deles o serem. Tudo porque nossa educação é miserável de qualidade, tudo porque estamos sendo criados como leões enjaulados, a chibatadas de pobreza cultural, tudo porque não somos respeitados como gente, como cidadãos...

Não é contrasenso pensar que um Leão necessite de cuidados, que os animais estão sendo maltratados, que devemos preservar a natureza, mas daí a levar ele para casa...vou pensar que isso seja uma metáfora, que não foi levada a sério...tem gente passando fome, necessitando de um lar, de cuidados, de atenção, de união...e aí? Como encarar o leão, o da realidade, o da corrupção, o da fome, o da prostituição, o do descaso, o da difamação...

Tento pensar que o jornalista falou seriamente sobre o caso do Leão, porque prefiro pensar que ele estava preocupado com a saúde do mesmo, do que pensar que talvez o jornalista tenha sido mais uma vítima da alfabetização pobre deste país e desprovido de qualquer inteligência ou informação a respeito de uma das necessidades, diga-se básica, do ser humano de ser alimentado com uma informação de qualidade.
Da até vontade de gritar!!!



Comentários

Anderson San disse…
levando em conta que o leão tem que ser bem alimentado, pois do contrário poderá se tornar um perigo, e sua principal refeição é carne, alimento caro e de difícil acesso a grande parte da sociedade brasileira, com isso assino o protesto de indignação da linda leoa geo, bj.
elvira carvalho disse…
Vim cá esta noite mas estava já com sono não deixar comentário.
Bom Geo realmente as pessoas lembram-se de cada coisa. Levar um leão para casa? Só se fosse de peluche... ou Sportinguista, que por acaso aqui o maridão é.
Entendo a sua revolta. Realmente com tanta criança abandonada...
Um abraço
Jose Gonçalves disse…
Olhe Geo

Aqui em Portugal, essa pergunta poderia ser feita sem grandes complicações, até porque há muita gente que tem um leão em casa.
Eu conto, é que o símbolo do Sporting Clube de Portugal é precisamente um leão.
Mas entendo a revolta. Quando acontecem estas perguntas sem nexo, é sinal que no jornal onde pertencem a coisa não está muito bem...
Uma boa semana.
José Gonçalves