Dia 203 - INDUL... O QUÊ?

Indulgência. Algo que não praticamos muito hoje em dia. É difícil ser indulgente, tão difícil como tentar falar rapidamente esta palavra (indulgente, indulgente!). Brincadeiras a parte, como perdoar os defeitos dos outros?

Na verdade antes do 'Outro' vem o 'Eu', sem conjugação, é assim. Mas usamos o 'Eu' da forma errada, tentando a todo custo dizer aos quatro cantos do mundo que o 'errado' é sempre o 'outro'.

Desculpe a franqueza mas errada sou "Eu"!!!

Ao tentar enganar a mim mesma. Ao tentar ser vítima da realeza. Ao tentar ser rei sem majestade. Ao tentar ser o certo, sem ser o errado. Ao tentar ocupar o lugar que não me pertence. Ao tentar argumentar sobre fatos. Ao julgar o outro pelo meu sofrimento. Ao transferir a responsabilidade de meus atos a vida, a outrem, ao pai, a mãe, ao namorado, ao amante, ao governo, ao culpado que, certamente, não gostaria que fosse eu.

Estou longe de transferir a culpa... Estou falando do meu umbigo, fundo, que mamãe cuidou. Estou falando com amor para me chamar a atenção. Não estou sendo indulgente comigo, certamente que não. Mas é esse o meu objetivo, destapar, destrancar, demonstrar, mostrar, expor até a exaustão... todo o meu corpo, os meus defeitos e sem querer ocultar também nas palavras, o meu desgosto em não conseguir ser perfeito.

E não sou. Sou igual em condição, não social, mas natural. Sou a certeza mais incerta dessa vida, moldada, ou forjada, em minhas próprias guerras e feridas. Sou o que mesmo escolhi. Sou da santa a meretriz, mas sou.

Este "Eu" que não são a sociedade ou as dificuldades, mas tão somente minhas escolhas. 

O que sou não é você quem diz. Sou a colheita da minha plantação. A música de minha própria composição. O Amor que eu mesma reguei.

Eu sou a Flor, mas sou o Espinho também.

Agora me perdoo e posso chorar...

Enfim a Indulgência!

Comentários

Amélie™ disse…
Assumir o próprio eu: cheio de defeitos, falhas, mas também com coisas boas (porque ninguém é de todo mal!). Antes de enxergar o outro, como está o meu eu?
Bjs.
Anônimo disse…
Passei, li e gostei...
O "assumir" acima de qualquer suspeita...

___
GW
Brancamar disse…
Lindo Geo e muito sábio, muito lúcido...
Obrigada por tão belos ensinamentos.

Beijinhos
Branca