Dia 107 - Diário de um dia de domingo

Acordo tarde porque dormi tarde.

Tomo café porque adoro café.

Assisto TV porque na manhã de domingo passam meus programas preferidos.

Curto a preguiça porque assim me permito, mas sou livre para gastar como quiser minha manhã após o café.

Almoço, comida de domingo, muitas vezes não faltam o macarrão e a galinha, coca-cola, mas não de latinha, litro, porque é domingo.

Sol quente e a pergunta pertinente: O que fazer na tarde de domingo?

Mil possibilidades dentro das minhas condições de humanidade, mas escolho pelo que me couber ao bolso, pois cada passeio custa mais que o café e o almoço.

Brinco com o gato, coitado! Por muito tempo vive ao lado e no seu silêncio me diz que o cuidado não deve ser dispensado só no domingo.

Quente, pouca gente, mas contente, amanhã é segunda, mas hoje é domingo - pensamentos de uma ansiosa.

Ouço música...canto errado...acho graça, mas disfarço...sonho um pouquinho, viajo...sinto saudade e relembro vontade...fico ansiosa e depois me acalmo...olho a hora, mas finjo que não vi, não quero saber onde fica o fim, deste domingo esticado.

Digito umas letras em meu Blog, mando alguns e-mails para quem me é querido, conto histórias das quais acredito e passo a lembrar a todos que hoje é domingo.

E por hora pego a magrela (minha bicicleta) e escolho pedalar, porque em velocidade me sinto livre, me distraio, penso que posso ir onde quiser, não importa o dia que é, se é domingo ou segunda, terça, quarta ou o que vier, só sinto que ir depende somente de minhas pernas e da minha vontade, há um mar de possibilidades...

E por um momento ele se vai, o domingo, e o prazer me domina e penso que hoje é apenas mais um dia que se termina e que amanhã pode ser mais...

Daqueles que escolho sair e trabalhar, mas sem nada a perder e tudo a ganhar, pois afinal é a segunda. Segunda chance...de viver e não simplesmente passar. Mas amanhã, porque o hoje ainda me pertence e é domingo...e ainda falta o jantar para o sono então me sossegar.

Comentários

Anônimo disse…
Há momentos que valem uma vida...daqueles em que reconhecemos que só passar por ali valeu a pena tudo o resto...e procuramos esticar...mas são precisamente os outros momentos...os que preferiríamos não viver que põe em perspectiva aquele que gostaríamos eterno...como se andassemos afastados da vida e a encontrassemos anos depois...e é uma festa...pois muitas vezes o nosso dia a dia é não viver...e nem pedes o céu. Apenas um passeio com a magrela...e os rituais simples de um domingo por tua conta...e aí na simplicidade das pequenas coisas...no encontro intimo com o que valorizas...faz-se domingo....quem sabe dos outros dias se podem arranjar momentos de domingo
beijo
Jose Gonçalves disse…
Geo

Diário de um domingo.
São sempre relaxantes e bons.
Venho desejar-lhe um BOM NATAL e um NOVO ANO 2008 cheio de coisas boas.
José Gonçalves