Dia 55 - Sobre a despedida...


A cinco minutos de te deixar, mais uma vez, me dei conta do tempo que leva uma despedida.

Ela dura o tempo que olhei pela janela em direção ao horizonte, tentando encontrar o que lá jamais poderia estar.

Ela dura o tempo que as lágrimas desceram sobre minha face, e o tempo que demorei em enxugá-las sem que você percebesse.

Ela dura o tempo que levei sorrindo pra você, forçando meus lábios para que eles não expressassem que meu coração estava em pedaços.

Ela dura os minutos que eu segurei sua mão com a força que me era permitida, pensando que assim estava segurando pela eternidade o que eu perderia em minutos.

Ela dura o tempo de um beijo, enquanto tentamos transmitir no silêncio as palavras de amor que não conseguimos dizer ou que não tivemos coragem de eternizar em palavras.

Ela dura os momentos que lembrei enquanto olhava o horizonte, imaginando você e tudo que fizemos juntos.

Ela dura a sensação do seu beijo em minha mão, como quem acariciava seu bem mais precioso.

Ela dura o tempo que não tive coragem de olhar nos seus olhos, para que não visse nos meus a dor da separação.

Ela dura os segundos que levei para abrir a porta do carro, sem olhar para trás, mas querendo deixar minha alma ao seu lado.

Ela dura os segundos que levei para chegar a calçada e olhar para o carro em movimento, tentando ver através dos vidros escuros, o seu olhar se distanciando.

Ela dura o tempo que te vi partindo, tentando imaginar o que estava pensando, e tentando encontrar a explicação pra você ter me deixado ir embora.

Ela dura todos os momentos que passo pensando neste momento e tudo que eu faria para que ele não tivesse acontecido.

By Geo


1 comentário