Dia 345 - (...) Como 'nada' termina (...)

Lá. Onde falavam de amores, o tempo parou.
Lá. Onde havia encontros, o tempo se esgotou.
Lá. Onde havia sentimentos, o silêncio conformado.
Lá. Onde havia abraços, apenas uma folha em branco.
Lá. Onde havia uma ponte, agora um oceano sem horizonte.
Lá. Onde havia ‘certezas’, não há mais nenhuma surpresa.
Passear por lá é triste, frio...
Lá. Onde 'perdia-se' o sentido, não faz sentido estar...
Lá. E não mais aqui... 
Não estão. Se foram...
Páginas com imagens antigas...
Palavras que, sem uso, se calaram.
Postagens do passado...
Arrumadas. Deixadas de lado.
Como um ‘cemitério de histórias', um filme inacabado...
Sem ponto final...
Só... 
Lembranças...
E...
Reticências...

Postar um comentário