Dia 76 - Consegues ver beleza na dor?

Estava navegando na internet, sem a pretensão de escrever no Blog hoje, mas procurando algo que me despertasse nesta manhã de domingo, quando me deparei com a foto abaixo, fiquei um bom tempo a comtemplando sem entender por que via tanta beleza em tamanha demonstração de saudade.

Será que é por que também a sinto?

Justiça seja feita, essa foto foi tirada por Pedro Valadares da sua série "Tristeza e Saudade" feita no cemitério de Santo Amaro (inaugurado em 1851), localizado na cidade de Recife - PE/Brasil.

Não conheço Recife, o Brasil é muito grande, posso passar a vida inteira sem conhecê-lo totalmente, mas ninguém passa a vida toda sem saber o que é saudade.

Diferente da palavra que só existe no português, o sentimento é compartilhado por todas as pessoas, seja por um ente querido que se foi, pelo amor perdido, pelo filho distante, pelos dias de glória, pelos anos dourados, pelo almoço de domingo, pelo sorriso guardado, pelo dia partido...não importa...

Tem uma parte na peça de Shakespeare, Romeu e Julieta, que Julieta diz que uma Rosa teria o mesmo perfume mesmo que não se chamasse "Rosa"....


Ah Saudade!! Também a sinto...e mesmo que não tivesse esse nome ainda assim seria parte de mim...
Bjs Geo.

Comentários

mueja disse…
Eu tamén gostei da foto. Non eres a única.
Gosto das cousas belas. Existen imaxes de cousas tristes que me namoran e outras alegres que me resultan indiferentes.

Beijos
Anônimo disse…
A saudade, minha Cara, é o nada que fica...entende?... Esse vazio que não passa, que ficou, não é mais que o desejo de ser feliz, ser amada...
Odeio quando me ponho a advinhar...como se tivesse o direito de ousar saber o que sente...Perdoe. A verdade é que essa tristeza que a envolve a não existir é enganadora e a existir não merece o seu tempo. Só há um meio de combater a saudade é Ser...
Repare numa coisa e estas são as suas palavras :
"o sentimento é compartilhado por todas as pessoas, seja por um ente querido que se foi, pelo amor perdido, pelo filho distante, pelos dias de glória, pelos anos dourados, pelo almoço de domingo, pelo sorriso guardado, pelo dia partido."..
JKá viu ...tudo passado.. o importante é o beijo que está por dar, encurtar a distância, fazer de cada dia um dia de Glória, almoçar, sorrir, ler, ouvir sempre com o sentido de construir um presente que torne o futuro melhor... esqueça quem não soube merece-la e ...sei lá , quem sou eu...devo ter entendido tudo mal, não?...
Um beijo Vicente
elvira carvalho disse…
Geo; também gostei da escultura e estou de acordo consigo em relação á saudade. Eu sei o que é saudade, e acredite que se sente sem ser pelo que já lá vai. Experimente vir até á europa (é um exemplo) e ficar por cá um tempo. E depois diga-me o que sente em relação aos seus pais - se os tem - ao cantinho onde nasceu, ás suas amizades.
Agora se as saudades não lhe vão deixar disfrutar o presente e sonhar com o futuro, então aí estamos conversados. Deixa de ser saudade, vira doença.
E o resto deixo por conta do nosso amigo Vicente que é melhor com as palavras que eu...
Um abraço, boa semana...
Anônimo disse…
Fui-me sem responder à pergunta que intitula o post...repara neste poema de Torga, trato-a por tu pois soa-me mal de outra forma vá-se lá saber porquê:
"Foi bonito o meu sonho de Amor
Floriram em redor
Todos os campos em pousio
Um sol de abril brilhou em pleno estio
Lavado e promissor.
Só que não houve fruto dessa primavera.
A vida disse que era
Tarde demais
E que as paixões tardias
São ironias
Dos Deuses desleais."

Sofrerá o poeta?...afinal é tarde demais...não, pois gosta de sentir...sentir é um privilégio...entendes?...pois há, sabes bem, quem não sinta mais nada...Sofrer não é bom...mas há algo de humano em sofrer...algo que afirma a nossa condição...e a dor é como um preludio para o prazer... sofro por um beijo até acontecer...no exame de condução até passar...nas dificuldades até as ultrapassar... não tendo beleza a dor é o negativo necessário à revelação da foto bela...lol...pensso que é isto mesmo...
Aproveito para deixar os parabéns pelo prémio merecido... Um beijo
Vicente
Anônimo disse…
acredito que essa é uma grande capacidade dos seres humanos,pois como ficariam as pessoas que nascem com alguma deficiência física ou mental, iriam viver em um mundo escuro e sombrio e não é isso q vemos, são alegres e superam as dificuldades da vida, acredito que eu poço tb, isso agente desenvolve c/ o tempo e camuflamos a dor , bj linda...