Dia 83 - Dilema

Como sempre queria escrever sobre o amor, sobre os dilemas dentro de mim, sobre as angústias ou até mesmo sobre os louros do relacionamento.


Como sempre queria fazer poemas, frases de efeito, rimas, criar conceitos sobre preconceitos, conjeturar sobre isso e aquilo, sobre o certo e o por que do errado.


Como sempre queria escrever muito e dizer muito, deixar minha marca com palavras, sejam elas duras ou não.


Como sempre criei um dilema, do qual faço parte, no qual me afogo antes mesmo de dar as primeiras braçadas.


Boiei em meus pensamentos e quando olhei para cima não vi o sol, mas nuvens.


Como sempre tento dizer alguma coisa em metáforas, mas no fundo queria mesmo é escancarar o verbo do meu desejo e dizer com todas as letras que estou PUTA DA VIDA com essa MERDA de tempo que estou gastando tentando não ter medo.


O tempo todo fico assim:

- Mas porquê? Por que...? Por que...?


Isso me sufoca, estou sufocando, estou sufocada...eu quero extravasar tudo que está latejando dentro de mim, seja bom ou ruim.


Mas sempre termino assim...com um dilema dentro de mim.
2 comentários