Dia 398 - ...página virada.

Quantas lágrimas derramei por amor?
Por amar...
Tenho direito a dor, eu tenho...
Tenho direito ao amor...
Além daquele que posso gerar.
Mas, estou cansada de acreditar 
E também tenho direito a pensar assim...
E o outro tem direito a ser feliz sem mim,
Nisso eu acredito... 
Sou uma tola?!
Talvez. Não a única. Não importa.
Sou uma pessoa boa?!
Talvez,
Numa outra vez...
Num outro lugar
Com outra pessoa...
Isso não é um poema.
É um dilema,
Querer pensar no bem, ter dignidade...
Sentindo dor, raiva...
Não conseguir sentir raiva para fazer parar de doer a verdade.
Escrever...
Onde deixaram-me sem rima...
E sem palavras.
Sou...

Comentários

Elvira Carvalho disse…
Querida amiga, fiquei muito triste. Na minha cabeça quando em si penso sempre a vi feliz. Fico na dúvida ao ler este texto, que não sendo poema, pode ou não ser um desabafo de um casamento, mais ou menos infeliz.
Abraço